Skip to content

Sonnen e Bisping trocam muitos elogios na entrevista após o UFC

30 de janeiro de 2012

Lutadores avaliam como justa a decisão dos juízes, mas inglês diz que placar de 30 a 27 para o seu rival foi um erro absurdo de quem julgou a luta

Michael Bisping sorri durante coletiva de imprensa do UFC em Chicago (Foto: Marcelo Russio)

Michael Bisping sorri durante coletiva de imprensa
do UFC em Chicago (Foto: Marcelo Russio)

Quem assistiu à coletiva de imprensa deChael Sonnen e Michael Bisping após o UFC realizado em Chicago, neste sábado, não imaginaria que os dois lutadores trocaram provocações durante todas as últimas duas semanas. Gentis e cordiais um com o outro, os adversários dentro do octógono pareciam bons amigos fora dele.

– Me surpreendi com tudo. Bisping me socou tão forte que eu nem sabia que dia era no primeiro round. Foram 15 minutos em que eu não fiquei confortável nem por um segundo. Não tenho nada de mal que dizer sobre ele. Fiquei aliviado quando ouvi o resultado, porque achei que fosse uma decisão dividida. No começo da luta ele me acertou tão forte que eu não achei que chegaria ao terceiro round. Fiquei feliz por ter acabado. Tudo que tenho a dizer é que, se Bisping tivesse a chance de disputar o título hoje, ele poderia vencer.

Bisping devolveu a gentileza parabenizando Sonnen pela vitória.(Reveja momentos da luta no vídeo ao lado).

– Parabenizo Chael, ele venceu e fez um belo trabalho.Não tenho nada a dizer sobre ele. O maior clichê que existe é o que eu vou usar hoje: não deixe a decisão para os juízes. Algumas pessoas disseram que eu venci, mas dou os parabéns a ele. Mas não há chance de ter havido uma contagem 30 a 27. Esse juiz deveria se tratar. Mas não vou desvalorizar a vitória de Chael dizendo que eu discordo do resultado.

Sonnen revelou também o que os dois conversaram ainda no octógono, antes do anúncio do resultado.

Chael Sonnen durante a coletiva de imprensa do UFC em Chicago (Foto: Marcelo Russio)
Chael Sonnen, pensativo durante a coletiva de
imprensa pós-luta (Foto: Marcelo Russio)

– Perguntei o que ele achou, e ele disse que venceu os dois primeiros rounds. Não é que eu discorde dos juízes, mas se a vitória fosse para ele, seria eu que estaria aqui reclamando.

Por fim, Michael Bisping fez um desabafo sobre aqueles que criticam seus números, usando o argumento de que ele não enfrentou os melhores lutadores da sua categoria.

– Sei o que alguns loucos dizem que não enfrentei os melhores. Olhem para a minha carreira. Lutei contra Rashad Evans, Dan Henderson, Chael Sonnen, Matt Hammil… Se eles não são os melhores, não sei onde estou. Hoje as coisas não aconteceram como deveriam. Parabéns a Sonnen. Mas nunca deixe a decisão com os juízes – finalizou.

Os comentários estão desativados.