Skip to content

Dono de ‘maior esmeralda do mundo’ vai preso, e leilão acaba sem lances

30 de janeiro de 2012

Homem foi ligado a fraudes no Canadá; leilão começaria em US$ 1 milhão.
Pessoas acharam anúncio da mesma pedra na web por US$ 10 mil, diz site.

O dono da “maior esmeralda lapidada do mundo”, Regan Reaney, foi preso neste sábado (28) na cidade canadense de Kelowna, na Columbia Britânica, em conexão com diversas acusações de fraude ocorridas em Ontario, também no Canadá. A informação foi noticiada por diversos veículos canadenses.

Teodora, que seria considerada a maior esmeralda lapidada do mundo, com 57.500 quilates (equivalentes a 11,5 quilos), foi posta em leilão no sábado no Canadá, com lance inicial de US$ 1 milhão, mesmo após a prisão. A Western Star, companhia responsável pelo leilão, informou, no entanto, que não houve lance algum pela pedra, e se recusou a comentar o caso.

Regan Reaney mostra sua esmeralda nesta quinta-feira (26) (Foto: AP)
Regan Reaney mostra sua esmeralda, em imagem de quinta-feira (26) (Foto: AP)

Antes do leilão, Regan Reaney havia informado que a esmeralda foi extraída de solo brasileiro e vendida a um indiano, que a levou para lapidar na Índia.

Também teria passado uma informação errada, dizendo que “Teodora” significa “presente de Deus” em português.

‘US$ 10 mil’
Segundo o Castanet, site noticioso com presença em Kelowna, pessoas encontraram a suposta esmeralda de 57.500 quilates no site de vendas eBay, com preço de US$ 10 mil. Reaney negou ao site que tenha feito o anúncio e ofereceu uma pequena esmeralda para sorteio entre leitores caso o site aceitasse promover um evento exibindo a pedra antes do leilão.

Os comentários estão desativados.