Skip to content

Globo sacrifica ‘O Clone’ para resgatar ibope

3 de janeiro de 2011

https://i1.wp.com/www.diretoriodeartigos.com.br/wp-content/uploads/2010/09/Novela-O-clone.jpghttp://ocanal.files.wordpress.com/2011/01/3.jpg?w=167&h=167

 

Para sustentar a classificação indicativa “Livre” de O Clone, que reestreia no Vale a Pena Ver de Novo em uma semana, a Globo há de decepar o mote que mais notoriedade deu à novela, há quase dez anos: a abordagem sobre drogas. Não veremos a Mel (Débora Falabella) tomando perfume nem Lobato (Osmar Prado) admitindo que cocaína é uma tentação. Desde 2009, quando Senhora do Destino rendeu advertências do Departamento de Classificação Indicativa, a Globo não escala para o Vale a Pena uma novela produzida originalmente para a faixa das 20h. Mas Nazaré (Renata Sorrah), mesmo sob camisa de força, emplacava de 25% a 29% no Ibope, e a atual reprise, Sete Pecados, esbarra em 12%.

Os comentários estão desativados.